Layout by:

Fresh Designs

Domingo, 17 de Novembro de 2013

Nothing Like Us 5 ~ 2

                Paula pensou durante um pouco. Nunca tinha visto aquele rapaz mas sentia que estava bem com ele.

                - Sim. – Respondeu Paula.

                Os dois foram para a pista de dança e dançaram durante alguns minutos. Não falaram, simplesmente dançaram. Ambos se sentiam confortáveis assim. Depois de algumas músicas, Paula viu Camila e Daniela a acenarem-lhe, ao longe. Elas faziam sinais para Paula ir ter com elas.

                - Uhm, desculpa mas tenho de ir. – Disse Paula.

                - Porquê? Passa-se alguma coisa?

                - Não, não te preocupes. Gostei muito de dançar contigo.

                Paula sorriu e correu para as suas amigas, afastando-se com tanta rapidez que deixou cair um dos seus brincos. O rapaz apanhou-o e ficou a olhar para Paula, correndo. Sabia que mesmo se a chamasse, ela não ia ouvir por causa da música alta. O rapaz suspirou e guardou o brinco.

                - Se estiver destinado, nós iremos encontrar-nos outra vez. – Murmurou o rapaz.

                Já junto das suas amigas, Paula tinha um ar ofegante.

                - O que é que se passa? – Perguntou ela, vendo o ar preocupado das amigas.

                - É a Érica... Ela bebeu um bocado demais. Os rapazes ficaram lá com ela e nós viemos chamar-te. – Informou Camila.

                - É. Ela está lá fora, num dos bancos do pátio. – Completou Daniela.

                - Então vamos! – Exclamou Paula.

                As três raparigas sairam do pavilhão e foram para o pátio da escola onde viram alguns casais a beijarem-se nos bancos e ao longe viram Érica sentada, com Luis, Hélder, Lucas e Nuno de pé, à volta dela. Ela estava muito perturbada e a chorar mas de repente começou a rir-se e a gritar muito alto.

                - Érica! – Gritou Paula, assim que chegou ao pé dela.

                - Paulinha! Que bom ver-te! Olha devias usar essa peruca mais vezes! O ruivo fica-te bem! – Gritou Érica.

                - Isto é um baile da escola, não era suposto não haver alcool? – Perguntou Luis.

                - Há sempre alguém que traz alcool... – Respondeu Daniela.

                - É melhor irmos para casa. – Disse Hélder.

                - Sim, é melhor. – Concordou Lucas.

                Luis e Daniela ajudaram Érica a levantar-se, a sair da escola e a entrar no carro de Luis.

                - Alguém mais quer boleia para casa? – Perguntou Luis, antes de entrar para o carro.

                - Não, deixa estar. Nós ainda vamos ao café. – Disse Hélder.

                - Está bem. – Respondeu Luis, entrando no carro, para o banco do condutor. – Até amanhã.

                Todos viram o carro a afastar-se e depois de o perderem de vista, começaram a caminhar em direção ao café local. Pelo caminho iam conversando e quando entraram no café quase deserto, não foi dificil encontrar uma mesa vaga. Juntaram duas mesas e sentaram-se todos. A empregada veio anotar os seus pedidos e enquanto não os tinham, iam conversando mais um pouco. E aí, Camila viu uma oportunidade para falar om Paula sobre aquilo que tinha visto.

                - Paula, quem era aquele rapaz com quem estavas a dançar?

                - Pois. Ela deixou-me pendurado. Era suposto ter ido buscar bebidas para nós os dois. – Disse Nuno, que por estar ao lado de Camila tinha ouvido a conversa.

                - Não sei... Ele chegou ao pé de mim quando estava na mesa das bebidas e pediu-me para dançar.

                - Mas como é que ele se chama? – Perguntou Camila.

                - Não sei...

                Camila e Nuno ficaram a olhar para Paula com um ar muito sério.

                - Tu dançaste com ele mas nem sabes como é que ele se chama? – Perguntou Nuno.

                - Não sei bem o que se passou. Simplesmente sentia-me bem sem saber o que quer que fosse sobre ele.

                - Isso é muito estranho... – Comentou Camila.

                Paula encolheu os ombros e naquele momento, os pedidos chegaram.

----------------------------------

                Era o primeiro intervalo da manhã e Zé e os amigos foram para a cafetaria. Sentaram-se e um dos amigos de Zé falou.

                - Zézé, podes ir comprar-me uma garrafa de água?

                - Não me chames isso! Eu já não gosto do meu nome e alcunhas ainda soam pior.

                - Está bem, então eu não te chamo mais isso. Já voltaste a ver a rapariga do baile? A cinderela?


Maятa às 19:19

Link do post | Comentar

1 comentário:
De twilight_pr a 17 de Novembro de 2013 às 19:39
Gostei imenso, já tinha saudades de um capítulo teu :)
Beijinhos fofos <3


Comentar post