Layout by:

Fresh Designs

Quarta-feira, 7 de Agosto de 2013

Nothing Like Us 4 ~ 4

                - Mas onde é que ela vai? – Perguntou Diana.

                - Não sei, mas parece que vai ter com aquele rapaz que lhe estavam a bater noutro dia. – Respondeu Érica.

                - Mas o que é que ela quererá dele? – Perguntou Paula.

                - Vá-se lá perceber as mulheres... – Comentou Nuno.

                Daniela continuou a andar até chegar ao banco onde Lucas estava. Parou diante dele e este olhou para cima, retirando os olhos do livro que estava a ler.

                - Olá! – Disse Daniela, com um grande sorriso.

                - Olá! – Respondeu Lucas, com um grande sorriso.

                - Posso-me sentar?

                - Claro.

                Daniela sentou-se ao lado de Lucas e pousou a sua mala ao seu lado.

                - O que é que estás a ler? – Perguntou Daniela.

                - É só um livro sobre matemática aplicada. Estou com algumas dificuldades e preciso de melhorar a nota.

                - É como eu e a filosofia. Não percebo nada. Olha, estou com fome, vens comigo ao bar?

                - Claro.

                Os dois levantaram-se e sairam do pátio, com os olhares dos amigos de Daniela postos neles. Quando chegaram ao bar, Lucas abriu a porta e deixou Daniela passar. Sentaram-se numa mesa e Daniela foi buscar comida. Mal se sentou começou logo a comer e Lucas olhava para ela com um ar engraçado.

                - O que foi? – Perguntou Daniela.

                - Nada... É só que... nada, esquece.

                - Não, diz! – Encorajou-o Daniela, mastigando e sorrindo ao mesmo tempo.

                - Tens uma cara engraçada quando comes.

                - Obrigada. Eu já sabia que era feia mas agora que tu o disseste... – Disse Daniela, em tom de brincadeira.

                - Eu não disse que eras feia, disse que eras engraçada. Até porque tu és muito bonita.

                Daniela ainda ficou a pensar naquilo que Lucas tinha dito. Ele tinha dito que ela era bonita. Daniela não conseguiu conter um sorriso e achou que se calhar era altura de começar a “apalpar terreno”.

                - Então, conta-me mais sobre ti. A tua familia, os teus amigos... a tua namorada...

                - Tenho uma familia normal, dois pais, duas irmãs. – Os dois riram-se de tão óbvia foi esta frase. – Não tenho muitos amigos, como podes ver. E namorada também não. Ninguém me quer. Uso óculos, tenho aparelho, resumindo, sou feio.

                - Mas se queres que te diga, há rapazes bonitos que nunca serão tão queridos como tu.

                - Obrigada. Eu já sabia que era feio mas agora que tu concordaste... – Disse Lucas, em tom de brincadeira, repetindo a piada anteriormente feita por Daniela.

                - Eu não concordei, apenas disse que tu eras querido. Talvez o rapaz mais querido que conheci. Ou mesmo o rapaz mais querido do mundo.

                - Mal me conheces.

                - Mas posso vir a conhecer.

                Os dois sorriram um para o outro e a campainha tocou. Levantaram-se e depois de sairem da cafetaria, despediram-se e seguiram caminhos diferentes. Quando Daniela entrou na sala, as suas amigas já lá estavam e olharam para ela com uma cara confusa. Daniela não ligou e sentou-se. A aula correu normalmente mas Daniela não se conseguia concentrar pois só pensava em Lucas. E foi quase no final da aula que Daniela teve uma ideia brilhante. Mal tocou, Daniela saiu disparada pela porta fora, mas não conseguiu escapar às suas amigas, que a agarraram.

                - Onde é que vais? Nós temos de te fazer umas perguntinhas... – Disse Camila.

                - Mas eu não posso demorar...

                - Porquê? – Perguntou Paula.

                - Porque eu tenho de ir falar com o Lucas.

                - Lucas? O rapaz com quem foste falar hoje? – Perguntou Érica.

                - Sim. Por isso despachem-se. O que é que querem?

                - Nós só queremos perguntar se tu gostas dele. – Disse Camila.

                - O quê? Claro que não! Que parvoice!

                - Mas parece... – Murmurou Érica, mas alto suficiente para Daniela ouvir.


Maятa às 21:10

Link do post | Comentar

3 comentários:
De twilight_pr a 7 de Agosto de 2013 às 22:00
Mas é que parece mesmo oh querida que tu gostas dele!
Eu quero eles juntos!
Vou ficar à espera de mais porque eu quero que eles falem!
Beijinhos


De francis marie a 7 de Agosto de 2013 às 22:21
Estava a ver que não publicavas o:
Ameiiiii muitoooo *OOO*


De anna williams a 9 de Agosto de 2013 às 19:30
Já tinha saudades dos teus capítulos! :))
Adorei o capítulo, como sempre *-*
A mim parece-me que a Daniela gosta dele, ihih!
Fico a aguardar pelo próximo, beijinhos*

ps: postei o capítulo 38, espero que gostes :b


Comentar post