Layout by:

Fresh Designs

Terça-feira, 12 de Fevereiro de 2013

Bad Boy ~ 18 (último)

Bem, eu estou a postar os capitulos à pressa porque eu estou muito entusiasmada! Este é o último capítulo da fic e espero que gostem! A próxima fic está em andamento e a primeira parte já está pronta, porque, eu não vos queria contar muito mas pronto, a próxima fic vai ter 5 temporadas! E já estou a pensar em mais surpresas a ter a ver com esta fic... Bem, espero que gostem!

 

ATENÇÃO - Este capítulo contém referências sexuais. Não me responsabilizo por aquilo que o leitor decide ler.

 

----------------------------

 

                Ele sorriu e beijou-me, puxando-me para cima de maneira a ficar sentada. Desapertou-me o soutien e atirou-o para o chão. Depois tirou os seus boxers e por fim tirou a última peça de roupa que eu vestia. Interrompeu um beijo e apanhou as suas calças do chão, tirando um preservativo do bolso de trás. Retirou-o da embalagem e colocou-o. Deitou-se de novo em cima de mim e olhou-me nos olhos de novo, acariciando a minha face com a mão direita.

                - Eu prometo que não te vou magoar. Se te aleijar, diz. Concentra-te em mim, ok?

                Eu acenei com a cabeça e engoli em seco. Conseguia senti-lo perto de mim. Ele beijou-me e antes que eu conseguisse pensar em mais alguma coisa, senti uma dor aguda que percorreu o meu corpo como ondas magnéticas. Ele parou de me beijar.

                - Doeu?

                - Um bocadinho...

                - E ainda dói?

                - Não.

                - Tens a certeza?

                - Tenho.

                Ele sorriu e voltou a beijar-me, mexendo o seu corpo a um ritmo certo e cada vez mais rápido. A cada segundo que passava, a dor que tinha sentido dispersava-se e agora já não tinha qualquer ponta de disprazer. Ao fim de alguns minutos, estávamos ambos cansados e com a respiração ofegante. Ele parou e deitou-se ao meu lado. Olhou para mim e beijou-me tão apaixonadamente e intensamente que eu ia jurar que éramos só nós no mundo. Eu abracei-o e ficámos assim, deitados, juntos e calados, até adormecermos.

----------------------

3 SEMANAS DEPOIS

                O dia estava bastante quente. Vesti uns calções brancos bastante curtos e uma t-shirt vermelha larga com renda nas costas. Estava mesmo à porta da minha grande casa, ao lado do Mateus. Ele tinha um braço à volta da minha cintura e a outra mão enfiado no bolso das calças. Eu tinha as duas mãos cruzadas em cima do ombro esquerdo dele. Olhávamos para um lado, nada. Olhávamos para o outro, nada. Voltámos a olhar e finalmente vimos o carro que queriamos. Estacionou mesmo à porta de casa e quase nem deu tempo de parar completamente porque a minha mãe saltou fora do carro e correu para me abraçar.

                - Filha! Tive tantas saudades tuas!

                - Eu também senti a tua falta.

                Largou-me e logo a seguir o meu padrasto veio abraçar-me também. Quando ele me largou, notei na cara de espanto de ambos quando notaram a presença de alguém desconhecido ali ao meu lado.

                - Mãe, Pedro, este é o Mateus, o meu namorado.

                Ambos sorriram para ele e ele retribuiu o sorriso.

                - Prazer em conhecê-los.

                -Igualmente.  Bem, querem ajudar-nos a descarregar as malas? – Disse Pedro.

                - Claro! – Respondeu Mateus, caminhando em direção ao carro ao lado de Pedro.

                - Vou-me embora por umas semanas e tu arranjas um namorado... – Murmurou a minha mãe.

                - Estás chateada?

                - Claro que não. Só quero que sejas feliz.

                Sorrimos uma para a outra e fomos ajudar os homens a tirar as malas do carro. Quando já todas as malas estavam dentro de casa, eu e o Mateus fomos para o meu quarto. Sentámo-nos em cima da cama, com as pernas cruzadas, frente a frente.

                - Então, o que é que vais fazer hoje? – Perguntou ele.

                - Vou almoçar com o meu pai. À tarde vou sair com a Rute, vamos às compras. E depois do jantar vou passar algum tempo com a minha mãe e o Pedro. Aposto que me querem mostrar todas as fotos e falar de tudo e mais alguma coisa sobre a viagem! E tu?

                - Vou almoçar a casa dos meus pais e depois vou ajudar os rapazes com as mudanças.

                - Ainda bem que a vossa nova casa é aqui perto... assim podemos ver-nos sempre que quisermos.

                - Pois é. Queres ir lá a casa? Podiamos passar o resto da manhã com os rapazes.

                - Está bem.

                Saímos do quarto e fui à sala avisar que íamos sair. Já cá fora, avistámos uma grande carrinha a aproximar-se e a parar mesmo em frente à casa em frente à minha.

                - Bem, parece que a carrinha chegou mais cedo. Não te importas de nos ajudar com algumas caixas? Levas as que foram mais leves, para não te cansares. Tens um almoço combinado...

                Eu sorri e juntos atravessámos a rua, para a nova casa de Mateus, Duarte e Gonçalo.

---------------------------------------------------------------------

Gostaram? Comentem a vossa opinião e aquilo que acharam da fic toda e por favor sejam honestos! Se quiserem ser avisados de quando eu postar a próxima fic, digam, se bem que eu vou avisar algumas pessoas (depois percebem...). Adoro-vos a todos e obrigada por todo o apoio que me deram ao longo do tempo. Um obrigada especial à Kika porque ela foi a primeira pessoa a demonstrar carinho pela minha fic e também foi a pessoa que me apoiou mais, daí ter uma personagem com o seu nome.( Mas as outras leitoras não se preocupem, a vossa vez vai chegar.) Eu escrevo por e para vocês e espero que continuem a gostar daquilo que escrevo porque sem vocês, eu não sou nada. :) Obrigada. <3


Maятa às 20:20

Link do post | Comentar

13 comentários:
De Adriana a 12 de Fevereiro de 2013 às 21:03
apesar de nunca me ter manifestado, eu acompanhei a tua fic e confesso que gostei muito ! um dia ainda vamos escrever uma juntas ( assim que conseguir escrever tão bem como tu, claro ). parabéns querida !


De Adriana a 12 de Fevereiro de 2013 às 21:17
eu sou é sincera, minha martinha linda *-*
uma surpresa ? estou a ficar tão curiosa ! conta-me, please !
depois eu é que sou querida e linda. tu és fantastica @


De francis marie a 12 de Fevereiro de 2013 às 21:28
Agora que a fic acabou eu fico a pensar " Quem me dera que o Mateus fosse mesmo meu namorado +.+ " ahahahah xD
Tenho pena que tenha acabado , mas quero que saibas que amei muito a tua fic e estou aqui para ler a tua próxima fic ! *-*
Obrigada por me teres dado uma personagens e por teres falado assim de mim no final *-------------* ♥


De Adriana a 12 de Fevereiro de 2013 às 21:40
omg, vais me fazer chorar. e como ela é ? e quando estás a pensar em publicar ? :$


De Adriana a 12 de Fevereiro de 2013 às 21:47
ahahahah, vou ser a vilã ? :)
ciumenta é o meu apelido, sabes bem que sim !
(queres que apague aquele o comentario mais recente ?)
avisa-me quando sair que eu posso andar distraída e não quero perder isso !


De Adriana a 12 de Fevereiro de 2013 às 21:52
já está :)
estou ansiosa !


De Adriana a 12 de Fevereiro de 2013 às 22:07
não é só pelo facto de entrar ... é o facto de seres tu a escrever .. eu não sei é esquisito, sinto que sabes mais de mim do que muitas pessoas com quem me dou .. não sei explicar. das-me muito apoio aqui :)


De Adriana a 12 de Fevereiro de 2013 às 22:13
é claro que sim ! um dia gostava de ultrapassar esta barreira do blog, mas sim somos amigas :) eu estarei contigo para tudo, eu sei que sabes isto, mas gosto de o frisar :)


De Adriana a 12 de Fevereiro de 2013 às 22:17
sim, um dia gostava :)
ahahah, eu sou muito extrovertido quer dizer com o tempo fico assim :) tu és de lisboa ?


De Adriana a 12 de Fevereiro de 2013 às 22:20
vamos ter outras oportunidades ! :)


Comentar post